1/2

Dicas de alimentos para aumentar sua imunidade em tempos de coronavírus 

22 DE ABRIL 2020 

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

1/4

Em tempos de coronavírus, uma das preocupações para se manter imune é se preocupar com aquilo que você ingere. Uma boa alimentação, além de evitar ganho de peso, pode aumentar  imunidade e acelerar o metabolismo.

Com boa parte da população em quarentena em casa,  muita gente com preocupação, ansiedade e a ociosidade oque mais fazemos é comer. E essa dieta não é das melhores, rica em açucares, gorduras, industrializados, ultra processador e conservantes, com toda certeza não é o ideal para fortalecer o sistema imunológico.

Fazer um planejamento do cardápio da semana é uma das dicas para seguir uma alimentação saudável. Outra dica é não comprar guloseimas para que nos momentos de tédio e ansiedade não se tenha refrigerantes na geladeira, sorvetes no freezer e estoques de chocolates. O ideal é substituir as guloseimas por frutas, como a banana com canela, que é uma combinação saborosa que aumenta a produção de serotonina, um hormônio que melhora o humor. Outra dica é mingau de aveia com banana, que tem efeito tranquilizante.

Outro problema que pode ser estimulado pela quarentena, é o comportamento compulsivo, em que a pessoa passa muitas horas assistindo filmes e séries. Esse problema pode levar a piora da qualidade do sono, tédio e ansiedade.  Isso também leva para o aumento de peso, pois a pessoa fica horas envolvida nessa atividade, que impacta diretamente na sua fome e no seu peso. Como os episódios são sequenciais, a pessoa não da nem uma parada para se alimentar adequadamente e nem tomar água. 

1/4

1/2

Segundo os nutricionistas, a alimentação é um dos fatores principais para garantir o fortalecimento da imunidade. ''É preciso haver um equilíbrio, com pratos coloridos, que explorem todos os macro e micronutrientes, consumidos em várias refeições durante o dia, em alimentos de boa procedência'', disse.

Confira dez alimentos que ajudam a aumentar a imunidade:

Alho: possui selênio, zinco e alicina, substâncias importantes para evitar gripes, resfriados, inflamações e infecções;

Cebola: anti-inflamatório natural, ela traz sabor aos alimentos e ajuda a reduzir o sódio e a quantidade de sal na comida. A cebola ainda atua na maior absorção de nutrientes, como o cálcio, essencial para os ossos;

Frutas cítricas: laranja, tangerina, acerola, limão, morango e kiwi são alguns exemplos ricos em vitamina C, que é antioxidante, promove resistência a infecções respiratórias e gripes e ajuda na absorção dos nutrientes presentes em outros alimentos;

Gengibre: possui importante ação bactericida e auxilia principalmente nas infecções de garganta. Rico em antioxidantes e com boas doses de vitamina B6 e C, o gengibre é um dos melhores fortalecedores do sistema imunológico;

Beterraba: com alto teor de potássio, ela auxilia no controle da pressão arterial e ajuda a fortalecer a imunidade e combater os efeitos do envelhecimento com a vitamina C;

Cogumelo Shitake: é rico em lentinano, substância que aumenta a produção das células de defesa. Também possui fibras, que ajudam a saciar a fome;

Vegetais verde-escuros: exemplos como brócolis, couve, espinafre e rúcula são fontes de ferro, ácido fólico, antioxidantes e vitaminas A, B6 e B12, que atuam na maturação das células imunes, potencializando o sistema imunológico e protegendo contra diversas doenças;

Iogurte natural: possui lactobacilos com propriedades probióticas, que são bactérias boas. Elas atuam na melhora da flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico;

Castanhas: são ricas em selênio, zinco e vitamina E, que potencializa o sistema imunológico por conter linfócitos B, que produzem anticorpos no organismo;

Carnes: possuem aminoácidos, vitamina B12, ferro e zinco, que trazem benefícios para a imunidade quando consumidos na quantidade certa.

1/2

©2018 - Todos os direitos reservados a G2 Esportes e Eventos.